O que é o Real Arco?

Você é um Mestre Maçom. Em sua caminhada simbólica, você sentiu a alegria do Aprendiz que foi aceito e que viu a Luz. Sentiu também a impaciência natural do Companheiro, ansioso por alcançar a plenitude maçônica.

Você é um Mestre Maçom. Mas ficou em você, como em qualquer Mestre inteligente e sensível aos Ensinamentos, uma sensação inequívoca de que a história não se completou, de que deve haver algo além. Realmente, há. Chama-se Real Arco.

No Real Arco, todos os Graus são iniciáticos. Seja qual for o seu Rito de origem ou potência maçônica, o Maçom que chega a Mestre pode ascender por duas escadas – ou ambas! – para completar sua educação: Os Altos Graus do Rito Escocês Antigo e Aceito ou os Altos Graus do Rito de York. Neste último, os quatro primeiros degraus constituem o que chamamos Real Arco.

Diferentemente dos Altos Graus do R.E.A.A., conhecidos por números, os Graus do Real Arco são conhecidos apenas por seus nomes: Mestres de Marca, Past Masters, Mui Excelentes Mestres e Maçons do Real Arco. Esses graus revivem, na íntegra, a história do Templo do Rei Salomão, subsequente à morte do Arquiteto, em cerimônias de profundo simbolismo, consistência e beleza.

O Real Arco traz, a Maçons de todos os Ritos, uma nova compreensão do Simbolismo. Leva-nos a pensar, a comparar e a entender. Eleva-nos, cada um de nós, a uma dimensão inteiramente nova.

Maiores informações entre em contato com o nosso Capítulo.